Drogas Quando Internar?

Quando o internar um usuário de drogas? Essa é a dúvida de muitos familiares que tem um ente querido envolvido nesse mundo. A família reluta em aceitar a internação e tenta de todos os meios possíveis fazer parar o uso dessas substâncias na vida do indivíduo. Mas, infelizmente, há casos que chegam ao extremo e se não for a internação o quadro só vai piorar.

Se você quer saber o momento certo de quando internar um usuário de drogas, você precisa se atentar a alguns sinais que o usuário dá. O primeiro desses sinais é a perda do controle do uso. Ou seja, quando o usuário de drogas se torna um dependente químico, aí é hora de internar. Existem outros sinais que merecem muita atenção. Confira a seguir alguns deles.

Mudança de comportamento

Um dos sinais para saber quando internar um usuário de drogas é a apresentação de mudança de comportamento. As drogas afetam a área cognitiva, motora e afetiva. Em alguns indivíduos as drogas não causam tantas alterações. Mas em outros, as drogas mudam o comportamento da pessoa radicalmente. Geralmente, quando o indivíduo se torna agressivo, já se sabe que é hora de internar.

Há pessoas que fazem uso de drogas de forma controlada, usam de maneira recreativa, para se divertir. Mas se o usuário de drogas já não consegue mais controlar o uso da substância, é preciso procurar uma internação. Quando se perde o controle do uso, o usuário consome drogas em qualquer horário e situação. O que acaba afetando drasticamente outras áreas da vida, como familiar e profissional, por exemplo.

Quebra das relações sociais

Para saber quando internar um usuário de drogas, olhe para as relações sociais dele. As drogas provocam uma sensação de bem-estar muito grande. No momento da drogadição, o sujeito tem a sensação de que não precisa de mais nada. As drogas são suficientes para ele. Elas são a sua companhia e não há coisa melhor. Por isso, quanto mais o sujeito usa as drogas, mas ele acha que as outras pessoas são desnecessárias.

Se o usuário de drogas está se afastando de seus amigos e familiares, talvez seja hora de pensar numa possível internação. Aos poucos, as drogas vão roubando não só a saúde do indivíduo, mas também seus laços sociais. É claro que, em alguns casos, o sujeito não vai querer se internar por conta própria. Na grande maioria, os dependentes químicos não acham que precisam de tratamento. Nesses casos, você pode recorrer à internação involuntária.

Mentiras constantes

Outro sinal bastante comum para saber quando internar um usuário de drogas, é o aumento da frequência de mentiras. Alguns dependentes químicos tem vergonha de admitir que estão sendo vencidos pelas drogas. Por isso, é comum eles inventarem desculpas por exemplo para fazer uso das drogas. Ele pode rejeitar convites as festas e baladas pra ficar em casa consumindo drogas. Ele pode chegar atrasado no trabalho por conta das drogas, mas dar outras desculpas.

As mentiras não são seletivas. O usuário de drogas mente para todos, não importando o grau de parentesco. Ele mente para poder alimentar o seu vício. Mente, para que os outros não descubram a sua dependência. Além de aumentar a frequência das mentiras, o usuário também aumenta o nível delas. Cada vez mais, as mentiras são maiores. Se ele não for internado, as mentiras podem até levar o usuário a cometer um crime.

Desleixo com a aparência

O desleixo com a aparência é outro fator para saber quando internar um usuário de drogas. Como a substância psicoativa afeta o organismo humano, é bastante comum o usuário de drogas perder peso. Ele não cuida de sua alimentação e em alguns casos, simplesmente não sente fome. A alimentação é a base do corpo humano. Se o usuário não consegue cuidar disso, já passou da hora de procurar uma internação!

Além do descuido com a alimentação, o usuário de drogas perde a total vontade de se cuidar. Ele não cuida de suas roupas, cabelos, unhas. O cuidado de si vai se perdendo, pois o sentido da vida dele é a droga e não mais o seu próprio corpo. Esse comportamento só tende a piorar podendo levar o usuário até à morte, inclusive. Por isso, se você percebe que o indivíduo está desleixado com sua aparência, procure uma internação para ele e evite o pior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Podemos te ajudar?